The Ressabiator

Ícone

Se não podes pô-los a pensar uma vez, podes pô-los a pensar duas vezes

Abril é Evolução

A supressão minimalista, quase tipográfica, de apenas uma letra vem inverter todo o sentido de um acontecimento histórico. É um trocadilho muito “design” (entenda-se “sofisticado” ou simplesmente “publicitário”). É o tipo de recontextualização que os designers e os copywriters gostam de engendrar. Neste caso, só chateia porque estamos a falar de coisas sérias ou (pelo menos) políticas.

Leia o resto deste artigo »

Anúncios

Filed under: Cartaz, Cultura, Design, História, Logos, Política, Publicidade

Mitologia do Design Gráfico: A Memória Descritiva

Até o nome engana: dá a sensação que vamos ficar a saber como aquilo tudo foi feito. Em vez disso, somos besuntados com uma mistura de discurso de presidente de junta de freguesia com Matilde Rosa Araújo e Eduardo Prado Coelho.

Apesar de tudo, existe uma certa ironia involuntária e inocente que as memórias descritivas partilham com outros géneros literários semelhantes, como a Declaração de Rendimentos e o Curriculum Vitae. As melhores Memórias Descritivas são como um strip-tease epistemológico. Manipulam o leitor, acenando-lhe com a promessa de que tudo vai ficar mais simples. A obra torna-se um mero isco, um anzol, que conduz o leitor às subtilezas bizantinas da Mente do Designer.

Leia o resto deste artigo »

Filed under: Design, Ensino, Linguagem

Palavras para quê?

Há uns tempos fui com uma amiga minha à Matéria Prima. A maioria das pessoas que lerem este texto na Cidade do Porto conhecem esse sítio. Só o descrevo por motivos atmosféricos: é uma daquelas casas burguesas do Porto, estilo habitação de velhota, que foi convertida num café-livraria-discoteca-sala-de-exposições. Fica numa rua onde existe um grande número de galerias de arte, no meio dos stands de automóveis e das mercearias.

Nesses lugares, sou irremediavelmente atraído pela mesa onde se expõem revistas e livros para venda. Pego numa revista e folheio. Modelos, velhotes em pose de modelo, modelos imitando operários e etc. Este tipo de publicação deixa-me atordoado e com uma sensação de infelicidade que não é de todo desagradável. No entanto, desta vez reparo num pormenor curioso. Pego em outra revista e comparo: é a mesma coisa. À terceira, tenho a certeza de que algo de estranho se passa.

Leia o resto deste artigo »

Filed under: Cultura, Design, Linguagem, Publicações

Mário Moura

Mário Moura, blogger, conferencista, crítico. Escreve no blogue ressabiator.wordpress.com. Parte dos seus textos foram recolhidos no livro Design em Tempos de Crise (Braço de Ferro, 2009). A sua tese de doutoramento trata da autoria no design.

Dá aulas na FBAUP (História e Crítica do Design Tipografia, Edição) e pertence ao Centro de Investigação i2ads.

História Universal do: Estágio

O "Estágio"
O Negócio Perfeito
Maus Empregos
Trabalho a Sério
Design & Desilusão
"Fatalismo ou quê?"
Liberal, irreal, social
Conformismo
Juventude em Marcha
A Eterna Juventude
Indústrias Familiares
Papá, De Onde Vêm os Designers?
Geração Espontânea
O Parlamento das Cantigas
Soluções...

História Universal dos: Zombies

Zombies Capitalistas do Espaço Sideral
Vampiros, Zombies, Classe Média

Comentários

Comentários fora de tópico, violentos, incompreensíveis ou insultuosos serão sumariamente apagados.

Arquivos

Categorias