The Ressabiator

Ícone

Se não podes pô-los a pensar uma vez, podes pô-los a pensar duas vezes

Designers, Gráficos & Gráficas

A designação “designer gráfico” incomoda certas pessoas, sobretudo quando é abreviada para “gráfico”. Por exemplo, o Departamento de Design da Fbaup é muitas vezes chamado o Departamento de Gráficas pelos serviços administrativos, provocando algum ranger de dentes por parte de alguns professores.

Se a expressão “designer gráfico” é, como tudo na vida, uma mera tradução do inglês, porque é que incomoda tanto neste caso? Talvez porque parece a descrição de um sujeito que lida com as “Gráficas”, uma coincidência estúpida que só acontece na lingua portuguesa.

O designer, trabalhador intelectual, tem medo de ser confundido com um intermediário: o tipo que lida com as idas à oficina de impressão; o gajo “designer” que é como quem diz um pouco “sensível”, “artístico” e “com jeito”, mas que ao fim e ao cabo só serve para evitar que o cliente suje a camisa com tinta.

Para evitar esta confusão, começou a preferir-se “Designer de Comunicação”, designação mais própria para um profissional da cultura ao serviço das novas tecnologias e especialista em coisas que estão fora do alcance do proletário comum.

Agora, há quem ache a nova definição estreita de mais. A interdisciplinaridade instalou-se e a palavra “designer” parece demasiado conotada com uma só actividade. Há quem prefira apenas “Comunicador”…

Anúncios

Filed under: Burocracia, Cliente, Cultura, Design, Economia, Linguagem, Política

4 Responses

  1. Anonymous diz:

    Ó Colega….onde é que foste desencantar essa do Departamento de Gráficas??? Caiu do cêu aos trambolhões não?! A pertinência da tua afirmação esgota-se na irresponsabilidade dos factos inexistêntes….tenho dito

  2. Anonymous diz:

    Eu gosto que me chamem prostituto de comunicação entre parêntesis prostituto gráfico!

  3. […] próprios designers insistem em separar bem as coisas: mesmo a expressão “designer gráfico” é rejeitada em favor do “designer de comunicação”, que já parece mais apto a lidar com as novas […]

  4. […] poderia dar a entender aquelas pessoas que trabalham nas gráficas e não os designers, que supostamente são gente mais fina. Contrariando a tendência, sempre gostei da expressão “design gráfico” que evoca bem […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

Arquivos

Arquivos

Categorias

%d bloggers like this: