The Ressabiator

Ícone

Se não podes pô-los a pensar uma vez, podes pô-los a pensar duas vezes

Mitologia do Design Gráfico: A Massa Crítica.

Nos encontros de design a que fui assistindo este ano, começou-me a incomodar o uso constante da expressão “massa crítica”. Aparentemente, significa que já existem suficientes designers em Portugal para qualquer coisa – o que quer que seja – finalmente acontecer. Mas, ao mesmo tempo que se afirma que os números fazem a diferença, dá-se também a entender que só fazem diferença por isso mesmo, por serem números. Confunde-se mera quantidade com opinião e agência.

Dentro da “massa crítica”, não interessa se os designers gostam de ser designers, se são de equipamento, de moda, ou de produto, se preferiam fazer outra coisa qualquer, se são administradores de uma empresa, se ganham cento e cinquenta euros ao mês, se andam de Porsche, se são de esquerda, se são de direita, se são DJs, se são professores, etc. No fundo, quer dizer que ninguém sabe nada sobre os designers portugueses, excepto que são cada vez mais, e que isso talvez faça diferença.

Filed under: Crítica, Design,

3 Responses

  1. Clap, Clap, Clap!
    Bravo! Bravo!
    Clap, Clap, Clap!
    Clap, Clap, Clap!
    Clap, Clap, Clap!
    Cof…, Cof…, Cof…
    Clap, Clap, Clap
    Silêncio…

  2. A “massa crítica” comentada com lucidez no Reactor.

  3. TC diz:

    Só isto?! Assim vai, de facto, a nossa massa crítica. E ainda há quem comente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Arquivos

Arquivos

Categorias

%d bloggers like this: