The Ressabiator

Ícone

Se não podes pô-los a pensar uma vez, podes pô-los a pensar duas vezes

Porquê um Livro?

bf-09-promo-1

Conforme prometido, fica aqui anunciado (com toda a pompa e circunstância) que a festa de lançamento do Design em Tempos de Crise é na sexta-feira, dia 9 de Janeiro. Vai ser no Passos Manuel, no Porto, entre as 22h30 e a meia-noite. Fica aqui também, conforme prometido, uma fotografia do livro, cortesia dos meus editores. Podem encontrar mais algumas no site da Braço da Ferro.

Anunciada a festa, é ainda necessário cumprir uma última formalidade: tratando-se de um livro feito a partir dos textos de um blogue, manda a tradição que se perca algum tempo a justificá-lo.

Como diz o título de um artigo listando vinte e sete sites que deram origem a outros tantos livros: para quê comprar a vaca, quando se pode beber o leite de graça? Lendo a lista, dá realmente vontade de perguntar quem compraria um livro sobre Lolcats, sobre anedotas de Ninjas ou com tiras do Garfield sem o Garfield (acompanhadas das mesmas tiras com o Garfield). Contudo, um livro acrescenta quase sempre algo à experiência de um site, nem que seja apenas o design, e só isso chegaria para justificar um livro com textos publicados num blogue, sobretudo se esses textos são sobre design.

Também se pode acrescentar que um livro é um bom formato de arquivo para textos publicados em outros formatos. No caso de textos que apareceram em jornais ou revistas, trata-se de tornar acessíveis conteúdos que de outra forma iriam desaparecer da circulação. No caso da net, dá a sensação que um texto pode durar para sempre. No entanto, o post que lêem neste momento está alojado num servidor sabe-se lá onde. Com uma crise económica, um desastre ou uma avaria qualquer, pode desaparecer sem deixar rasto – há uns tempos, alguém me dizia que o seu mail tinha deixado de funcionar porque o servidor ficava numa ilha afectada pelo tsunami.

A estas fragilidades, que poderíamos chamar logísticas, juntam-se outras, mais “espirituais”. Apesar de me considerar um blogger lento (só escrevo um texto por semana), ainda assim vejo os textos que escrevo para o blogue como sendo mais “ao vivo” do que aqueles que escrevo para uma revista ou para um livro. São mais imediatos, e apesar de dedicar algum tempo à sua revisão, faço-a sozinho. Da mesma maneira, também não tenho que coordenar os meus textos com os textos de terceiros, nem em termos de conteúdo, nem em termos de forma. Precisam de ter alguma coerência entre si, mas não sigo um livro de estilo explícito. Ao prepará-los para o livro, pelo contrário, foi preciso uniformizar uma série de opções que no blogue passam quase totalmente desapercebidas. Acrescentei também uma série de notas de rodapé, substituindo links ou tornando explícitas referências que, de outra forma, se tornariam incompreensíveis com o tempo. Um livro, em geral, precisa de mais edição do que um blogue.

Resta ainda referir que, para muita gente, um livro é sempre mais respeitável do que um blogue. Não é uma opinião que partilhe. Avaliar uma opinião pelo aspecto de quem a diz ou pelo lugar onde é dita é um exemplo clássico de preconceito. Embora revistas e livros tenham, em muitos casos, mais e melhor edição do que um blogue, sobretudo se este é um esforço solitário, nada garante que o resultado final seja melhor. Muita imprensa escrita não vale o papel em que é impressa. No entanto, um livro pode ser um símbolo muito forte de que mais alguém acredita no nosso esforço, ao ponto de investir tempo, dinheiro e, sobretudo, design nele.

Filed under: Design, Publicações,

15 Responses

  1. cruz diz:

    Está com bom ar assim à(s) primeira(s) vista(s) 😉 Tem capas em dois tons? O título na contra-capa,o gráfico carteziano (lightning-bolt), de quem é o design? Teu e do Nora? Reserva-me um exemplar 😉

  2. Há duas capas: fundo branco ou cinzento escuro metalizado. Neste trabalho, só desempenhei o papel de cliente satisfeito; a Isabel e o Pedro já tinham uma ideia muito definida do que devia ser a publicação em termos de objecto. Eu sugeri uma ou duas coisas verbalmente, como a ideia de pôr um gráfico descendente quase abstracto (próximo do símbolo das SS) na capa e a de usar a Gill Sans nos títulos. Mas o design em si é todo da Braço de Ferro. Limitei-me a escolher entre as opções que me apresentavam. Vale a pena dar também uma olhadela com atenção ao interior, que é discreto, mas tem um ou dois ovos da Páscoa. Fica reservado um exemplar.

  3. Pedro Nora diz:

    Todo o trabalho de edição, concepção e design dos livros do projecto editorial Braço de Ferro é realizado por ambos os responsáveis, eu próprio e a Isabel. Fazemos sempre questão de partilhar a responsabilidade criativa de todos os passos da concepção de um livro e ainda de trabalhar com a maior proximidade possível com os autores que editamos. No caso do Mário não foi excepção e o contributo que deu foi precioso, como fica patente no comentário anterior.

    Fica apenas mais uma nota para agradecer a dedicação e empenho da Rocha AG em todo o processo de produção do livro.

  4. pedromarquesdg diz:

    Onde posso comprar um exemplar? Já fiz uma chamada de atenção no meu blogue mas gostava de acrescentar uma recensão. Parabéns e boa sorte para o livro!

    Pedro Marques
    pedromarquesdg.wordpress.com

  5. Acho que só vão estar para venda depois do primeiro lançamento. Em princípio, os pontos de venda são a Matéria Prima e a Inc., no Porto e a Ler Devagar da , em Lisboa, mas, se contactarem os editores, penso que se pode enviar pelo correio.

    Obrigado pela pela chamada de atenção e parabéns pelo blogue, que já sigo desde o começo.

    Mário Moura

  6. Mário,

    Sei que entre designers seniores não se fala muito do preço dos livros (piada hein) mas será que podia sabe o preço de capa?

    É que é uma daquelas coisas que o pessoal tem vergonha de perguntar e que pode impedir o contacto para o comprar. Como quero falar do livro e do lançamento na Ophiusa…

  7. Obrigado Mário,

    É sempre bom ver que edições de qualidade não precisam de ter preços gourmet. Era bom que o resto do mercado editorial aprende-se com os poucos mas bons exemplos de publicações sobre design…

  8. PdA diz:

    Mário, parabéns pela tua publicação!!! Quero um exemplar!

    Só para dizer a toda a gente que vá ao lançamento que a seguir há a grande festa mensal Passos de Aerobica com os Bandido$, Uma Naper e o regresso de Carrinhos de Choque ao seio das Belas Artes.

    http://www.myspace.com/aerobicaparty

    E como não podia deixar de ser, entre os dj’s contam-se 3 designers + 2 artistas plásticos.

    São as Festas em Tempo de Crise! 🙂

  9. Ora aí está um livro a comprar. Atrevo-me a dizer que eu próprio tenho o objectivo de utilizar os ensaios que faço para escrever um livro, por isso já não será original 😉 Talvez um dia, assim não tão distante. Estou muito curioso. Parabéns pela atitude.

  10. Nelson diz:

    Mário, eu preciso saber em que locais vai estar à venda pois eu moro cá para baixo e não tenho hipoteses de ir ao Porto? Abraço e continua com o trabalho pertinente que tens vindo a desenvolver.

  11. Nelson diz:

    Ok, não necessitas de responder Mário.
    Não tinha visto o teu post mais acima…Espero então que dê para receber pelo correio.

  12. […] Mas tal como já tinha dito, não vou a Serralves e mesmo a arte independente no Porto já não me diz muito. Prefiro sem dúvida a edição independente (ou a pequena edição se o termo incomodar). Também aqui o dinheiro é pouco e esta semana a crise também veio fazer estragos. A Rocha, a gráfica onde muitos dos projectos de pequena tiragem eram feitos no Porto, fechou. Entre os alunos da Belas artes, a notícia espalhou-se com velocidade e resignação. Era lá que imprimiam posters e revistas; era lá que a Braço de Ferro imprimia os livros – entre eles o meu próprio. […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Arquivos

Arquivos

Categorias

%d bloggers like this: