The Ressabiator

Ícone

Se não podes pô-los a pensar uma vez, podes pô-los a pensar duas vezes

Speak Up (2002-2009)

logo_su-over21

O Speak Up acabou. De qualquer modo, não me surpreende. Já há muito tempo que não ia lá com regularidade – pelo menos há um ano. Não sei exactamente o que me afastou. Não foi a qualidade dos artigos, que continuava acima da média quando deixei de o consultar.

Era um dos blogues sobre design mais antigos e um dos primeiros que conheci, a par com o Design Observer e os portugueses DesignerX (parado desde 2006) e o sosd1 (desaparecido desde há anos – nem tenho a certeza se este era o seu nome).

Na altura, o Speak Up parecia ser o blogue mais influente do design gráfico. Cada post gerava regularmente centenas de comentários. Tanto os textos como os comentadores eram impiedosos – não havia assuntos ou praticantes sagrados. Era costume ver os grandes nomes do design anglo-saxónico no meio da discussão, rebolando na lama como o comum dos mortais. Reputações ou autoridade valiam muito pouco, o que contava era sobretudo a clareza dos argumentos e a velocidade de resposta.

Para quem, como eu, só conhecia o mundo do design internacional muito ao longe e em diferido, através de livros ou revistas trimestrais, o Speak Up era como ver televisão em directo. Mudou a natureza da discussão do design de uma forma tão definitiva e radical que agora é difícil imaginar se antes haveria alguma discussão digna desse nome.

Quando fui ao Speak Up pela primeira vez, o Design Observer só tinha um ou dois meses – era possível ler todo o blogue numa tarde. Parecia derivativo e empertigado por comparação, uma resposta dos grandes nomes do design “àquela coisa dos blogues”. Durante os anos seguintes, seriam habituais as comparações e as peguilhices entre os dois blogues.

Houve duas rixas que me ficaram na memória. A primeira foi um artigo publicado na Print por Rick Poynor, um dos fundadores do Design Observer, desvalorizando a produção teórica e crítica dos blogues como o Speak Up. Sublinhava que nenhum artigo do Speak Up tinha sido considerado suficientemente relevante ou duradouro para integrar o quinto e último volume da antologia Looking Closer. A acusação era irónica, tendo em conta que muitos dos textos dos dois primeiros volumes dos Looking Closer, por exemplo, parecem hoje em dia irremediavelmente datados, incompreensíveis ou irrelevantes, e mesmos os melhores não são mais longos, complicados ou formais  do que um post de blogue.

A segunda querela foi mais oblíqua e desenrolou-se quando Steven Heller atacou no Design Observer os comentadores que usavam pseudónimos. A queixa não se dirigia directamente ao Speak Up, mas assentava como uma luva aos seus comentadores frequentes como o Design Maven ou o Pesky Illustrator. Qualquer um deles não era propriamente anónimo –  já tinham dado entrevistas no seu próprio nome, etc. Aquilo de que Heller se queixava era mais uma questão de forma que de conteúdo – de certo modo, a sua acusação implicava que o nome de alguém era mais importante do que aquilo que dizia.

Em qualquer uma destas ocasiões, fiquei com a sensação que se estava a defender que a internet deveria ser uma versão electrónica das hierarquias rígidas da publicação tradicional, com os seus mecanismos de autocensura e as suas figuras de autoridade incontestada. Não é difícil admitir que noventa por cento – ou até mais – da internet é lixo, mas o Speak Up sempre fez parte dos outros cinco por cento. A edição tradicional pode ter muitas virtudes, mas os melhores blogues partilham-nas.

Filed under: Crítica, Cultura, Design

One Response

  1. Bezierk diz:

    Em 2007 ainda se discutia activa e declaradamente as virtudes de um screen/nickname? Valha-nos deus…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Arquivos

Arquivos

Categorias

%d bloggers like this: