The Ressabiator

Ícone

Se não podes pô-los a pensar uma vez, podes pô-los a pensar duas vezes

As palavras difíceis

FRDavid-Spring09

Qual é agora a diferença entre um livro e uma revista? Já houve uma altura em que as revistas eram coisas breves e ligeiras; agora podem ser tão volumosas como enciclopédias e tão encadernadas como uma. Dantes eram coisas efémeras, que se liam e deitavam fora; hoje podem ser mais luxuosas e caras do que a maioria dos livros.

Das poucas diferenças que ainda é possível apontar é que uma revista é periódica, mesmo que o seu ritmo seja indeciso ou rarefeito. Por exemplo, a única coisa que, à primeira vista, me denunciou a F. R. David como sendo uma revista (e não um livro de (ou sobre) alguém chamado F. R. David) é o facto de ter, ao topo da capa, por cima do nome da revista, uma estação do ano em Inglês – “Spring 2009” ou “Summer 2008”. Fora isso, até podia ser um livro de bolso francês pequeno e branco, impresso com cores planas e não uma daquelas revistas excêntricas que têm aparecido na Holanda durante a última década – penso sobretudo na Dot Dot Dot, da qual Will Holder o designer e um dos editores da F. R. David, é colaborador habitual.

Leia o resto deste artigo »

Filed under: Crítica, Cultura, Design, Publicações

Os anti-intelectuais não são burros, mas…

Uma sensação perigosa, quando se escreve crítica de design, é a de progresso, que as coisas avançam e melhoram, que já se escreveu sobre certos assuntos há uns anos e que portanto se encontram resolvidos, e que se pode passar a coisas mais interessantes, mais complexas – melhores, enfim. Um dos assuntos a que acabo sempre por voltar, para minha desilusão, é o anti-intelectualismo institucional do design, que não é uma coisa básica e primitiva, mas uma construção complexa com muitas nuances e níveis e à volta da qual se elabora a própria identidade do design enquanto profissão e mesmo disciplina. Por vezes, pergunto-me se será possível extrair o anti-intelectualismo do design – ou pelo menos parar o seu avanço – sem matar o paciente.

Leia o resto deste artigo »

Filed under: Crítica, Cultura, Design, Ensino

72 Grafica

72Grafica
Escolher um poster de entre os disponíveis numa colecção para o colocar numa exposição é um acto até certo ponto polémico. Alguns dirão que se trata de corromper algo que já teve uma utilidade muito específica, desenraizando-o, descontextualizando-o, traindo a sua função original – ou seja, um poster não deveria estar numa exposição ou num museu. No entanto, este género de crítica não tem em conta o modo como os posters habitualmente circulam e como esta circulação faz parte do seu ciclo de vida natural. O próprio título de um ensaio escrito por Susan Sontag em 1970 – “Poster: Advertisement, Art, Political Artifact, Commodity” – chama a atenção para esta circulação, enunciando as diferentes funções que um poster pode assumir ao longo da sua vida.

Leia o resto deste artigo »

Filed under: Design, ,

Blog da Experimenta

Coloquei um post no blog da Experimenta sobre tempo, espaço e design na periferia.

Filed under: Design

Velocidade e Democracia

harold-lloyd-help

Nos últimos tempos tenho verificado que, para muita gente, democracia e velocidade são termos inversamente proporcionais. Tenho-me encontrado em cada vez mais situações onde se tem defendido as vantagens de sacrificar um bocadinho de democracia por um pouco mais de velocidade, argumentando que, em decisões importantes, não há tempo para consultar toda a gente, uma variação da velha ideia de que quando uma decisão é tomada por mais pessoas nunca é tomada em tempo útil.

Leia o resto deste artigo »

Filed under: Design, Não é bem design, mas...

EXD 09

Por uma série de razões pessoais e profissionais, este ano não posso ir à Experimenta. É uma oportunidade perdida, estou mesmo infeliz, mas já me mentalizei. Ainda assim, vou participar em dois projectos. Numa exposição chamada O Que é Urgente Mostrar, comissariada pelo José Bártolo do Reactor, que conta com cartazes da colecção Ernesto de Sousa e de Aurelindo Jaime Ceia, BarbaraSays, Braço de Ferro, Diogo Vilar, Drop, Martino&Jaña, Paulo T. Silva, R2 e que inaugura amanhã, dia 9. Participarei também no blog da Experimenta, com um texto que deve estar pronto lá para o final da semana. Update: já está pronto.

Filed under: Notícias Breves

196?-2159

1-4

Para nós que damos aulas, o ano começa e acaba no Verão. O ano novo é aquela ocasião em que temos a primeira reunião, ficamos a conhecer o nosso horário, os nossos alunos. No estado em que o ensino superior português está, não é uma ocasião para festas. Tornou-se uma mera burocracia girando apropriadamente à volta de umas coisas chamadas créditos, uma espécie de sistema monetário que permite comparar tipografia com autópsias com nutricionismo com história com agricultura.

Leia o resto deste artigo »

Filed under: Crítica, Cultura, Design, Ensino

Mário Moura

Mário Moura, blogger, conferencista, crítico. Escreve no blogue ressabiator.wordpress.com. Parte dos seus textos foram recolhidos no livro Design em Tempos de Crise (Braço de Ferro, 2009). A sua tese de doutoramento trata da autoria no design.

Dá aulas na FBAUP (História e Crítica do Design Tipografia, Edição) e pertence ao Centro de Investigação i2ads.

História Universal do: Estágio

O "Estágio"
O Negócio Perfeito
Maus Empregos
Trabalho a Sério
Design & Desilusão
"Fatalismo ou quê?"
Liberal, irreal, social
Conformismo
Juventude em Marcha
A Eterna Juventude
Indústrias Familiares
Papá, De Onde Vêm os Designers?
Geração Espontânea
O Parlamento das Cantigas
Soluções...

História Universal dos: Zombies

Zombies Capitalistas do Espaço Sideral
Vampiros, Zombies, Classe Média

Comentários

Comentários fora de tópico, violentos, incompreensíveis ou insultuosos serão sumariamente apagados.

Arquivos

Categorias