The Ressabiator

Ícone

Se não podes pô-los a pensar uma vez, podes pô-los a pensar duas vezes

“Outra vez te revejo”

Em Dezembro, vão finalmente reeditar Lisboa, Cidade Triste e Alegre, o livro de Costa Martins e Vítor Palla. Segundo o Público, a nova edição, da responsabilidade de José Pedro Cortes e André Princípe, está a ser impressa numa Heidelberg Speedmaster na Guide Artes Gráficas em Odivelas.

O artigo do Público – cujo título é significativamente “Para reeditar este livro até a tinta teve de ser inventada” – ilustra bem a dificuldade de reproduzir um livro publicado originalmente nos anos 50, dando a entender que o livro impresso, apesar de ser um dos primeiros objectos reproduzidos em massa, tem também a sua aura benjaminiana, não por ser um objecto único, mas pela configuração que dá origem a uma determinada edição ser única. Este fenómeno é particularmente visível nas reedições dos livros de design, onde cada nova versão se torna bastante diferente das anteriores – as várias edições de Pioneers of Modern Typography demonstram-no bem.

Pdf de Lisboa, Cidade Triste e Alegre aqui.

[Obrigado ao Pedro Nora pela dica]

Filed under: Design

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Arquivos

Arquivos

Categorias

%d bloggers like this: