The Ressabiator

Ícone

Se não podes pô-los a pensar uma vez, podes pô-los a pensar duas vezes

Viagem a Lisboa

Na sexta passada fui a Lisboa. Agarrei no Pattern Recognition do William Gibson, que já li pelo menos três vezes e meti-me no Alfa à hora do almoço. Fui dar uma aula de doutoramento à Faculdade de Arquitectura da Universidade Técnica de Lisboa. Enquanto relia o livro, tive algum medo que, desde a última vez, tivesse perdido o seu efeito sobre mim. Mas não: as aventuras de Cayce Pollard a rapariga que reagia alergicamente ao design e que alguém comparava a uma fotografia de Jane Birkin tirada por Helmut Newton continuavam a fazer o seu efeito.

Levei o livro em parte porque o tema da conferência era a escrita sobre design e no final apresentei uma pequena lista de livros de ficção sobre design, incluindo Pattern Recognition, mas também Cheese Monkeys de Chip Kidd e A Heartbreaking Work of Staggering Genius de Dave Eggers, que despertou a curiosidade do público. Este pequeno post serve como um modo de transmitir essa lista ao Professor José Brandão – cujo mail desastradamente extraviei –, e de lhe agradecer pela oportunidade de dar esta aula e pela visita guiada ao seu atelier, onde pude ver, não apenas a sua inacreditável colecção de livros de design, mas também o seu próprio trabalho de designer e parte da sua colecção de trabalhos de colegas, incluindo Sebastião Rodrigues e Bernardo Marques. Como bónus, pude ainda espreitar originais da poesia experimental de Salette Tavares, que a esposa de José Brandão e filha da poetisa preparava para uma exposição retrospectiva. Foi uma boa viagem, que me permitiu conhecer pessoalmente muitas pessoas que já conhecia em parte por deixarem o seu nome nos comentários do blogue, como a Teresa Olazabal Cabral e o Pedro Cortesão Monteiro. Aproveito finalmente para agradecer também à Professora Leonor Ferrão em particular e ao público da conferência em geral.

Anúncios

Filed under: Conferências, Design, viagens

10 Responses

  1. Miguel Sanches diz:

    E não é que valeu a pena a re-leitura!!! De facto não conhecia os seus textos, mas aquela conferência veio abrir as perspectivas para quem, como eu, agora inicia este percurso académico.

    Parabéns pela conferência. Espero que seja a primeira de muitas na FA.

    • Teresa Olazabal Cabral diz:

      Para mim também foi um gosto conhecer alguém “ao vivo” que já conhecia há muito tempo através dos textos! Espero que nos encontremos mais vezes e que se encurte esta distancia entre Lisboa e Porto que por vezes parece enorme…

  2. clara diz:

    mais do mesmo, para nos lembrarmos que afinal estamos em portugal e que a republica não nos privou destas pequenas idiossincrasias.

    a experimenta design é outra.

  3. Pedro Cortesão Monteiro diz:

    Parabéns pela conferência, Mário Moura. Instrutiva, inspiradora e divertida.
    Obrigado pela simpática referência no post e também pelas preciosas dicas (já fiz uma encomenda na BookDepository, claro…). Aproveito para he dizer, cruzando uma das referências da conferência com o post anterior, que também eu sou um fã do Banham, que tem um texto extraordinário — provavelmente já o conhece — sobre a especificidade da cultura americana e os “gadgets” e afins. Chama-se “The Great Gizmo” e está na excelente colectânea “A Critic Writes”.
    Espero que nos possamos voltar a encontrar em breve.

  4. clara diz:

    [enganei-me no post, desculpe, era para o post acima, apague se quiser].

  5. […] é um dos que tenho seguido com regularidade) sempre foi inspirador e instigador. A sua conferência em Lisboa há dias, foi o empurrão que […]

  6. Já agora, qual foi a lista completa desses livros de ficção sobre ou à volta do design? (Incluiu também o “The Learners”? Quando vi a série Mad Men não pude deixar de estabelecer paralelos com esse livro do Kidd, especialmente no que tocava ao impacto da Creative Revolution na publicidade e no design ligado a ela).

    Pedro Marques

    • Foi uma lista bem pequena: só inclui o Pattern Recognition, o The Cheese Monkeys e o A Heartbreaking Story of Staggering Genius. Não falei do The Learners, a sequela do Cheese Monkeys porque, embora o tenha, ainda não o consegui ler. Em termos de ficção sobre design, também seria possível acrescentar de facto a série Mad Men, embora a primeira temporada seja a única que tem mais a ver directamente com a publicidade.

  7. suelen diz:

    Adorei…vou deixar aqui minha dica tmb…li um livro “A Ordem é Amém”, que relata a história de um falso pastor que tem sua vida transformada por Deus, é um livro muito surpreendente e emocionante, leiam vcs vão gostar eu o encontrei no site:www.seteseveneditora.com.br

  8. […] design gráfico (ou os designers gráficos) fosse parte essencial ou importante da narrativa. A essa curta lista lembro-me de lhe ter sugerido, como acrescento, The Learners de Chip Kidd (sobre o qual já escrevi […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Arquivos

Arquivos

Categorias

%d bloggers like this: