The Ressabiator

Ícone

Se não podes pô-los a pensar uma vez, podes pô-los a pensar duas vezes

O Limão D’Ouro

Ninguém pode dizer que a nossa sociedade não recompensa os seus: usando apenas exemplos portugueses, deu-se o Nobel da literatura a Saramago; a Siza e a Souto Moura, o “Nobel” da arquitectura; uma batelada de dinheiro à última pessoa com apenas um nome próprio a ser expulsa de uma casa; a pessoas que têm boa voz; a quem dança bem; a quem perde peso; a quem simplesmente consegue adivinhar o valor do prémio. Até há quem dê prémios a projectos em que houve “um casamento perfeito entre uma equipa técnica e um designer, o que nem sempre é visto em projectos na Web”, como o que a revista BIT deu ao projecto do site do Centenário da República.

Neste último caso, não consigo perceber muito bem a razão da honra, porque o site não é, comprovavelmente, grande coisa: um logotipo feito por uma pessoa, aplicado por outra, num site cuja parte técnica foi feita por outra, usando um template feito por uma quarta, onde a “passagem do balde” se nota perfeitamente à primeira vista: só para exemplo, basta notar que a paleta de cores dos vermelhos e dos verdes usados nem sequer bate certo, o que até nem era difícil de resolver.

De qualquer modo, até tiro algum consolo do caso: demonstra que tinha razão, e que ninguém liga à qualidade do pormenor do design português. Aproveito até para criar eu mesmo o prémio Limão D’Ouro que premeia a capacidade do design português para reconhecer e premiar a competência (quem não perceber a razão do nome, siga o link).

Filed under: Design

4 Responses

  1. marta diz:

    e já agora, o que me diz desta aplicação do logo em fundo preto:
    http://hm.centenariorepublica.pt/

  2. Roswell Cardoso diz:

    Um casamento em que a equipa técnica primou pelo uso de boas práticas na construção de websites – 26 erros:

    http://validator.w3.org/check?uri=http%3A%2F%2Fwww.centenariorepublica.pt%2F&charset=%28detect+automatically%29&doctype=Inline&group=0

    Isto tudo num website supostamente temporário:
    https://ressabiator.wordpress.com/2010/02/09/conclusao/

  3. manuel quadros e costa diz:

    Seguindo o caminho de Roswell Cardoso, utilizei o site validator.w3.org para verificar os sites de mais algumas entidades do nosso jardim (ministérios, bancos, câmaras municipais e instituições académicas). alguns destes organismos ostentam na sua página inicial o logo do W3C, indicando conformidade com a iniciativa para a acessibilidade de conteúdos web, criada por este organismo. Apenas 4 entre os 26 sites verificados passaram na validação. Destes 4, 3 são instituições académicas e a FCCN…
    deixo aqui o link para o ficheiro de resumo dessa pesquisa: http://cl.ly/7In2

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Arquivos

Arquivos

Categorias

%d bloggers like this: