The Ressabiator

Ícone

Se não podes pô-los a pensar uma vez, podes pô-los a pensar duas vezes

Algumas coisas sem grande critério

Como se faziam livros em 1947, o ano em que Moholy-Nagy editou um dos meus volumes favoritos, Vision in Motion, o que só por si dava uma safra excepcional (via Kottke).

Morreu Pedro Hestnes, actor daqueles filmes a preto e branco, de fotografia dramática e contrastada, que se faziam lá para o fim dos anos oitenta em Portugal, e onde parecia sempre que alguém procurava o pai numa zona industrial de Lisboa acompanhado de uma das irmãs Medeiros e de uma música tensa. Entrou em dois dos meus filmes favoritos da altura, Tempos Difíceis, de João Botelho, e O Sangue, de Pedro Costa.

Ainda dei o benefício da dúvida a Fernando Nobre (porque ainda acredito que mudar de ideias às vezes até funciona), mas no caso de Nobre há sempre um padrão: primeiro, exige-se a Presidência (de qualquer coisa, do país ou do parlamento) ou a morte, sem alternativa possível, só para depois dizer que já que se teve aquele trabalho todo, morrer é uma coisa chata e até se aceita outra coisinha qualquer. Portanto, e nitidamente, a resposta é (1).

Filed under: Notícias Breves

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Arquivos

Arquivos

Categorias

%d bloggers like this: