The Ressabiator

Ícone

Se não podes pô-los a pensar uma vez, podes pô-los a pensar duas vezes

Lendo Libânio

Como antídoto à grande quantidade de trabalhos que ainda não acabei de avaliar (faltam só três!), tenho andado a ler o Manual do Typographo escrito por Libânio da Silva em 1908 e editado como parte da Biblioteca de Instrução Profissional pela Aillaud & Bertrand. É um livro muito gabado em outros manuais de tipografia portugueses e já mais do que um designer me mostrou orgulhosamente a sua cópia quando visitava o seu atelier. Naturalmente, queria verificar se suportava toda esta referência e, neste momento, posso dizer que sim.

É uma obra bastante complexa, exaustiva e interessante, o que é possível apreciar logo desde os primeiros capítulos. Enquanto outros manuais se limitam em geral a considerações práticas e técnicas (Manuel Pedro e Apto de Oliveira, por exemplo), este começa por uma história da tipografia muito documentada, pesando cuidadosamente e a cada momento diferentes teorias e fontes históricas. Este cuidado de sustentar cada ideia apresentada, confrontando-a sempre com alternativas, surge ao longo de todo o livro, desde as considerações históricas iniciais até aos gestos mais eficazes de passar um caracter da caixa para o componedor, até à escolha da melhor maquinaria ou papel para cada trabalho.

A cada passo, são-nos dados breves apontamentos históricos que mesmo hoje em dia surpreendem e informam: pequenas histórias do papel, dos caracteres de imprensa em Portugal, dos algarismos – uma preocupação que supera a de muita investigação académica actual e que mantém viva a pertinência deste livro, merecendo sem dúvida uma reedição. Se as suas considerações mais técnicas já só têm um interesse histórico, a qualidade do seu pensamento ainda continua a ser um exemplo, justificando a devoção que ainda hoje lhe é dada.

Anúncios

Filed under: Crítica, Cultura, Design, História, Tipografia

One Response

  1. […] denso e poucas ilustrações, presas não com um agrafe mas cosidas com cordel. Tal como o livro de Libânio da Silva faz parte de uma colecção que se assume como biblioteca, dedicada à instrução do povo – […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

Arquivos

Comentários Recentes

Mário Moura em Livro
João Sobral em Livro
Peixinho de Prata em O Espectador Calado
Mário Moura em Occidente, 1889
Augusto José em Occidente, 1889

Arquivos

Categorias

%d bloggers like this: