The Ressabiator

Ícone

Se não podes pô-los a pensar uma vez, podes pô-los a pensar duas vezes

Disciplina e Desenrascanço

Me, Worry?

Há aquela ideia que aqui em Portugal somos desenrascados. Talvez o maior indicador da crise em que estamos seja o simples facto de se ter inventado uma Geração que já nem essa coisa simples consegue fazer.

Não que o desenrascanço fosse uma coisa boa – pela minha parte, se desapareceu (o que é pouco provável), não o vou chorar. Fui treinado como designer e acredito que as coisas se fazem melhor com um plano – em Inglês poderia dizer-se com um “design”. Assim, acredito que desenrascanço e design são duas coisas muito diferentes. Acredito também que muito daquilo que se vai tentando passar por design em Portugal não passa de desenrascanço – coisas feias, caras e mal feitas na véspera.

Por outro lado, também acredito que o desenrascanço é apenas o irmão gémeo desleixado da disciplina. Ou seja, se somos desenrascados é porque vivemos numa sociedade excessivamente disciplinada, onde a hierarquia e a lei estão em todo o lado mas raramente funcionam quando precisamos delas. É nas filas de repartição que não andam, nos concursos públicos que dão para o torto que nascem e vivem os desenrascados. A disciplina estúpida é o seu eco-sistema.

Quando alguém, lá na parte de cima das hierarquias, inventa um regulamento injusto, incompreensível e impossível de aplicar, mais abaixo há sempre o desenrascado que, seguindo-o à letra, consegue distorcê-lo o suficiente para o pôr em prática. Assim, o desenrascado consegue, enquanto diz mal do patrão, dar a entender que cumpriu as suas ordens. O patrão, por sua vez, ao ver a coisa cumprida, a funcionar contra todas as expectativas, tem toda a legitimidade para continuar a inventar regulamentos ainda mais injustos, incompreensíveis e impossíveis de aplicar.

É a simbiose perfeita entre dois parasitas ou, mais exactamente, entre duas etapas diferentes da evolução do mesmo animal: o desenrascado é a lagartinha manhosa donde sai a disciplinada traça.

Filed under: Não é bem design, mas..., Prontuário da Crise

One Response

  1. Nuno diz:

    Este binómio “disciplinador-desenrascado” por vezes assemelha-se bastante a uma simbiose do tipo “sádico-masoquista”. E enquanto povo temos mais vocação para o masoquismo do que para o desenrascanço.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Arquivos

Arquivos

Categorias

%d bloggers like this: