The Ressabiator

Ícone

Se não podes pô-los a pensar uma vez, podes pô-los a pensar duas vezes

E vão seis

Já tinha deixado aqui cinco argumentos e meio contra a formação de uma Ordem do Design em Portugal. Junto-lhes agora um sexto:

6. Um dos argumentos invocados para formar a ordem é o da “massa crítica” – já há dezenas de milhares de designers formados em Portugal. Fazendo parte de uma ordem esses designers poderiam livrar-se da concorrência de amadores, de habilidosos, dos inevitáveis arquitectos, etc.

Mas a verdade é que muitos desses habilidosos vão fazer parte da hipotética ordem. A maioria dos designers de equipamento e de produto que eu conheço, por exemplo, exercem design gráfico porque a sua área não tem assim tantas saídas profissionais – e, embora tenham um curso de Design, esse curso, para além das competências próprias da sua área, dá-lhes apenas um conhecimento genérico do design enquanto processo criativo, mas não de tipografia por exemplo (o que explica algum do design gráfico bastante fraquinho que anda por aí).

Não tenho nada contra, e acredito que o design não deve ser avaliado através do canudo, mas da qualidade do resultado – se uma possível ordem faz depender a sua legitimidade da formação académica, não pode limitar a sua bitola a gente que tenha saído de um curso com a palavra “Design” no nome; precisa de distinguir entre as suas diversas variantes.

Como seria de esperar – a união faz a força e tudo o mais –, a questão da concorrência entre os diferentes géneros de designers não é coisa que tenha sido referida nas várias vezes que se falou da ordem na comunicação social e calculo que até haja algum expediente para resolver o problema – provavelmente uma avaliação da obra por um júri ou coisa assim – mas, mais uma vez se percebe que a coerência não é o ponto forte desta empreitada.

Filed under: Crítica, Cultura, Design

2 Responses

  1. […] E mais um sexto ponto. Share this:FacebookTwitterGostar disto:GostoBe the first to like this […]

  2. […] Por exemplo, e ainda, ainda, e ainda. Etc. E o Alexandre O’Neill. Share this:FacebookTwitterGostar disto:GostoBe the […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Arquivos

Arquivos

Categorias

%d bloggers like this: