The Ressabiator

Ícone

Se não podes pô-los a pensar uma vez, podes pô-los a pensar duas vezes

Para uma breve história da ostentação indignada

No seguimento deste texto, ando a coleccionar movimentos e modos de vida alternativos que se opuseram a formas de austeridade social e económica impostas por decreto. Na foto, por exemplo, está um Mod de meados da década de sessenta. O nome é uma abreviatura de Modernist. Vestiam fatos justos, feitos por medida e andavam preferencialmente de Vespa. Depois do governo ter tornado obrigatória a colocação de pelo menos um espelho retrovisor nas suas motas, decidiram cumprir escrupulosamente a lei. A sua ostentação opunha-se em grande medida à situação económica mais ou menos miserável das classes baixas e médias-baixas inglesas (ou seja, os seus pais).

Outra cultura de ostentação indignada é a dos Zoot Suits, associada às comunidades negra e latina norte-americanas da época da Segunda Grande Guerra. Numa época de discriminação racial e racionamento de materiais, investiam em fatiotas ofensivamente largas e grandes, com casacos até aos joelhos, cinturas até aos sovacos e grandes panamas, quase tão largos como os ombros enchumaçados. Como disse o crítico cultural Jon Savage cada Zoot Suit era uma apropriação agressiva e quase cubista de espaço – um equivalente actual, bastante mais calmo, seriam os gunas que ouvem música no telémovel em transportes públicos. Até é a expressão Zoot Suit é uma duplicação juntando a pronúncia latina à inglesa.

Semelhantes aos Zoot Suits, eram os Zazous da França ocupada, com grandes popas, roupas largas, casacos descidos, sapatos de sola grossa. O nome vinha de um refrã0 de Cab Callaway, na foto acima ostentando um Zuit. Mais uma vez o excesso era uma reacção ao racionamento e à própria ocupação.

Filed under: Design

2 Responses

  1. […] assenta como uma luva no meu projecto de coleccionar formas de ostentação sartorial (aqui e aqui) como modo de criar uma identidade ou uma opinião política, em geral por oposição a formas […]

  2. […] virtude. Ora, a roupa e o estilo de vida, desde os dandies aos sapeurs, passando por punks, mods e zazous, é uma boa maneira de fazer frente a uma sociedade de classes. O dandy, ao construir a sua […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Arquivos

Arquivos

Categorias

%d bloggers like this: