The Ressabiator

Ícone

Se não podes pô-los a pensar uma vez, podes pô-los a pensar duas vezes

Ípsilon

Havendo tanto ilustrador de qualidade por aí, o que levou o Público a pôr isto na capa do seu suplemento cultural? E ainda por cima a assinatura do autor da coisa, no canto inferior esquerdo, consegue ser maior que o texto dos destaques. Não costumava haver por aqui um director de arte?

Ontem foi o dia em que se lançou o Ípsilon em formato iPad, dando-se algum destaque ao facto de haver uma ilustração animada na capa. Se calhar esta era a única firma capaz de fazer isso. Mas tendo em conta que vi gente a propor aplicações animadas para iPad ao longo de todo o ano passado (e com muito melhor aspecto do que esta), e tendo em conta que muitos dos nossos ilustradores de topo até têm experiência em animação, não percebo como pode isto ter acontecido.

(E, já agora, deixo aqui uma ilustração animada de André Carrilho para a versão em iPad da New Yorker, infelizmente não utilizada.)

Anúncios

Filed under: Crítica, Cultura, Design, Ilustração

One Response

  1. M. Folha diz:

    Não sei se o Mário já viu, mas a nova Notícias Magazine está terrível. Em forma e conteúdo. Chegou ao ponto de sair com uma imagem pixelizada e estou a tentar ignorar o facto de ter como cronista a vocalista dos Deolinda. É um caso muito pior que este, principalmente porque a anterior NM era bastante bem conseguida.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Arquivos

Comentários Recentes

Lia Ferreira em Por um lado
Jose Mateus em Censura em Serralves
L. em Lisboa Cidade Triste e Al…
Mário Moura em Livro
João Sobral em Livro

Arquivos

Categorias

%d bloggers like this: