The Ressabiator

Ícone

Se não podes pô-los a pensar uma vez, podes pô-los a pensar duas vezes

Portugal do Fado

Agora que o Fado é património imaterial da humanidade – uma categoria um tanto ou quanto estrambólica, mas enfim –, aproveito para mostrar aqui uma espécie de photobook dedicado ao Fado. Produzido por Carlos Branco e Mascarenhas Barreto em 1960, um ano depois do Lisboa Cidade Triste e Alegre de Palla e Costa Martins, tem bastantes semelhanças temáticas e formais com este, permitindo fazer uma espécie de anatomia comparada: ambos impressos em rotogravura; ambos com poemas de O’Neill e Pessoa; ambos com arranjos de página semelhantes; fotografias dos bairros típicos embora alternadas com stills de filmes e outras imagem enlatadas; não uma autoria partilhada a dois mas uma autoria colectiva de imagem de arquivo. É sem dúvida um livro mais comercial e menos político, mas com bons momentos (a contracapa e a montra com a guitarra, por exemplo).

Anúncios

Filed under: Crítica, Cultura, Design, Publicações

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Arquivos

Arquivos

Categorias

%d bloggers like this: