The Ressabiator

Ícone

Se não podes pô-los a pensar uma vez, podes pô-los a pensar duas vezes

Marinetti, 1908

Enquanto andava atrás de livros do Paulo de Cantos, encontrei-o no blogue de um alfarrabista à venda por 4 euros. Pela data, já estava lá há um ano, mas ainda assim tentei a minha sorte: um livro do Marinetti editado antes do Manifesto Futurista era um achado, mesmo que não fosse uma primeira edição.

Ainda lá estava. Em termos tipográficos era um livro banal, sem a verve das Palavras em Liberdade dos Manifestos e, depois de o comprar, fiquei um pouco desiludido ao ler que era a “Huitième Edition”, mas ao ver a assinatura do primeiro dono, um tal Almada Qualquer Coisa Ilegível, que o teria comprado em 27 de Setembro de 1917 em Lisboa, fiquei mais animado. A melhor surpresa tive-a quando cheguei a casa, consultando sites de antiguidades italianos: o próprio Marinetti tinha falsificado os números  de edição para dar a entender um sucesso de vendas e esta era efectivamente uma primeira edição de Marinetti, um dos seus livros mais importantes, referido por Antonio Gramsci no seu texto sobre o Futurismo, por exemplo.

Anúncios

Filed under: Design, História, Publicações

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Arquivos

Arquivos

Categorias

%d bloggers like this: