The Ressabiator

Ícone

Se não podes pô-los a pensar uma vez, podes pô-los a pensar duas vezes

Arcos na Paisagem

Mais William Beckford em 5 de Junho de 1787, há quase 225 anos:

“Aproveitei a ausência do sol para dar um passeio a pé pelo vale de Alcântara, entre laranjais e pomares de cidreiras lavados pelas chuvas que ultimamente têm caído. Através deste vale passa o enorme aqueduto de que tantas vezes tens ouvido falar como sendo o mais colossal edifício do género na Europa. Tem apenas uma linha de arcos em ogiva, e o principal, que abraça uma torrente de águas, mede, aproximadamente, 90 metros de altura. As pontes de Card e Caserta, se estás lembrado, têm várias linhas de arcos, uns por cima dos outros, o que distrai a atenção da imponência do conjunto. Há uma grandiosidade no desenho desta única linha de arcos digna de admiração. Sentei-me debaixo do grande arco, num fragmento de rocha, e olhei para a obra de alvenaria, lá tão alta por cima de mim, com uma sensação ao mesmo tempo de respeito e de terror. Dir-se-ia que aquela construção fora levada a cabo por qualquer Ente incomensurável, dotado de uma força gigantesca, a quem talvez pudesse apetecer vaguear ao longo da sua obra esta mesma manhã, e por mero capricho reduzir-me a pó.”

A sensação lembra-me a que tive quando vi esta outra obra de gigantes:

Vendo estes dois exemplos e juntando-lhes a ponte Vasco da Gama ou a multiplicação das pontes no Porto que, ao ritmo a que corre, se arrisca um dia destes a cobrir o rio como uma abóbada (o fogo de artifício passará a ser talvez subterrâneo), pergunto-me se as vias e as pontes não serão a nossa maior obsessão arquitectónica enquanto povo, um suporte para a nossa ânsia extrema de mobilidade, mas sobretudo de distância em relação ao nosso próprio país, à nossa própria terra, percorrida à maior distância possível, quase lá nas nuvens.

Ou isso ou uma premonição daqueles pedacitos de papel que nos acabariam finalmente por tramar:

Anúncios

Filed under: Arquitectura, Crítica, Cultura, Design

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Arquivos

Comentários Recentes

Lia Ferreira em Por um lado
Jose Mateus em Censura em Serralves
L. em Lisboa Cidade Triste e Al…
Mário Moura em Livro
João Sobral em Livro

Arquivos

Categorias

%d bloggers like this: