The Ressabiator

Ícone

Se não podes pô-los a pensar uma vez, podes pô-los a pensar duas vezes

Pioneiros do Desenho Moderno

Por falar em Ulisseia, aqui fica um dos livros mais carismáticos da Pelikan traduzido, realmente traduzido, para português, como se pode ver pelo título – porque na altura o design, quando aparecia de todo, ainda levava umas valentes aspas, que tinham tanto de carimbo de importação como de ironia. Algum tempo depois, haveriam outras traduções do livro (um pouco menos traduzidas).

Mas fica-se a cismar no que seria se continuássemos a usar desenho para dizer design. Seria, sem grandes problemas, um nome e um verbo. Teria talvez uma ligação mais forte ao acto de riscar num papel, para alegria dos departamentos e secções de desenho. O exercício permite perceber porque certos cursos de arquitectura, como a chamada Escola do Porto (Siza, Souto Moura, etc.), têm uma ligação afectiva tão grande ao desenho como ferramenta conceptual. Será que queriam dizer antes design?

Update:

Anúncios

Filed under: Arquitectura, Crítica, Cultura, Design, História

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Arquivos

Comentários Recentes

Lia Ferreira em Por um lado
Jose Mateus em Censura em Serralves
L. em Lisboa Cidade Triste e Al…
Mário Moura em Livro
João Sobral em Livro

Arquivos

Categorias

%d bloggers like this: