The Ressabiator

Ícone

Se não podes pô-los a pensar uma vez, podes pô-los a pensar duas vezes

Hipocrisia no Estado Sólido

Hoje, no Público, uma boa reflexão de António Pinto Ribeiro sobre o luxo e a luxúria (ainda sem link aberto), que me parece muito atempada. Da minha parte, incomoda-me um discurso que apela à austeridade e às virtudes da pobreza, enquanto se associa ao luxo e à exclusividade – a austeridade como trocar menos de carro, etc. Há qualquer de fundamentalmente errado e injusto quando se fala de pobreza e empobrecimento nas primeiras páginas dos primeiros cadernos e se promove o luxo nas revistas das mesmas publicações. Demasiadas vezes, chega-se mesmo à ironia de fundir pobreza e luxo num mesmo objecto: vendendo símbolos da pobreza forrados a ouro, sardinhas gourmê, panelas montadas em forma de sapato de salto alto, etc. É uma mentira que se objectificou – hipocrisia no estado sólido.

Filed under: Arte, Crítica, Cultura, Design, Economia, Política, Prontuário da Crise

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Arquivos

Arquivos

Categorias

%d bloggers like this: