The Ressabiator

Ícone

Se não podes pô-los a pensar uma vez, podes pô-los a pensar duas vezes

Libertinos, Braga, Explendor

 

Por várias razões mostro aqui a minha colecção de Libertinos que Passeiam por Braga: porque gosto do texto; porque vou ao Minho (embora não a Braga); porque Pacheco foi até lá à boleia de uma das carrinhas das Bibliotecas Itinerantes da Gulbenkian; pela gralha rasurada na capa da segunda edição; porque a primeira edição (abaixo) é bonita, clássica, quase iluminista e tem o dedo de Vítor Silva Tavares. Por tudo isso.

 

 

 

Filed under: Crítica

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Arquivos

Arquivos

Categorias

%d bloggers like this: