The Ressabiator

Ícone

Se não podes pô-los a pensar uma vez, podes pô-los a pensar duas vezes

A Gentinha

É habitual argumentar-se que a privatização de serviços públicos garante a liberdade do utilizador porque pode escolher o serviço que mais lhe convém, sem o Estado a ditar-lhe qual o ensino ou a saúde que deve ter.

Mas, para muitos liberais, essa liberdade resume-se a, muito disfarçadamente, não ter que lidar com “a gentinha”, tanto no sentido de não ser obrigado a pagar-lhes a escola e o centro de saúde através de impostos, como no de simplesmente não ser obrigado a estar fisicamente com eles numa situação de igual para igual, em que dinheiro, estatuto ou família não fazem diferença.

Um serviço público robusto não é só uma gama de produtos de marca branca, mais barata que a versão privada, mas também a garantia que na sua relação com o Estado e com os recursos que o Estado administra todos os cidadãos recebem um tratamento igual, sem discriminações positivas ou negativas.

Quando o Governo fala de equidade, definindo-a como tratar de modo diferente o que é diferente, está muito obviamente a promover essas discriminações. Quando descreve as funções do serviço público como sendo as de ajudar quem mais precisa, está evidentemente a limitar essas funções às de um lazareto.

O objectivo de um serviço público não é tapar ineficiências de mercado mas ensinar a igualdade, não enquanto um ideal abstracto mas enquanto uma ética e uma prática quotidianas. Sem essa ética, não deveria surpreender que a liberalização se traduza em monopólios, corrupção, mais custos para o utilizador e uma sociedade cada vez mais desigual.

Filed under: Ética, Crítica, Cultura, Economia, Ensino, Política, Prontuário da Crise

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Arquivos

Arquivos

Categorias

%d bloggers like this: