The Ressabiator

Ícone

Se não podes pô-los a pensar uma vez, podes pô-los a pensar duas vezes

Independente/Institucional

No que diz respeito à cultura, não consigo ver uma oposição absoluta, ou sequer ligeira, entre independente e institucional. Habitualmente a distinção é usada para descrever diferenças de escala, mas também de formalidade, de hierarquia. À maneira de Foucault, vejo tanto o museu e a bienal como o pequeno espaço e o fanzine enquanto instituições. Cada um com as suas hierarquias, os seus discursos, que não são estanques. Pessoas, ideias, tiques e modas circulam entre os dois, assumindo configurações distintas com consequências diferentes. Basta ver como designações como “curador” fazem este circuito, transbordando até para outros discursos institucionais como o da “edição”, por exemplo. Pode-se descrever estas circulações, quando são mais intensas, como modas, principalmente quando se fala delas com um cansaço que ainda não as consegue rejeitar mas que também não as explica.

Anúncios

Filed under: Arte, Crítica, Cultura, curadoria

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Arquivos

Arquivos

Categorias

%d bloggers like this: