The Ressabiator

Ícone

Se não podes pô-los a pensar uma vez, podes pô-los a pensar duas vezes

O Máximo do Mínimo

fernando pessoa

Quando a vi na Fnac, gostei mesmo muito desta capa, que deve ter sido feita pelo Rui Silva (não verifiquei). Tem muito mais impacto ao vivo do que neste jpg tirado do google. A ideia é simples mas eficaz: um arranjo simétrico, económico, duas cores, das letras, tornado dinâmico pela geometria do resto. Muito bom, e com um grande impacto no meio das outras capas mais ruidosas, mais riquinhas, da estante portuguesa. Mesmo quando são minimais só raramente são tão despojadas e elegantes.

Confesso que sinto uma certa falta deste género de modernismo, onde uma folha de papel era posta a vibrar com o mínimo dos toques, um ritmo, uma textura, como se fosse fácil.

 

 

Anúncios

Filed under: Crítica

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Arquivos

Arquivos

Categorias

%d bloggers like this: