The Ressabiator

Ícone

Se não podes pô-los a pensar uma vez, podes pô-los a pensar duas vezes

Iain M. Banks

state of the art

Morreu um dos meus escritores de ficção científica favoritos, Iain M- Banks que também escrevia ficção “séria”, com um pseudónimo minimalista: Iain Banks. Foi por um destes livros, The Wasp Factory, que o comecei a ler no começo da década de noventa. O estilo e o enredo inclassificáveis marcaram-me mas só  o voltei a apanhar mais de vinte anos depois.

Quando consegui fazer a minha primeira encomenda de livros através da internet, Consider Phlebas tinha que vir no pacote, o primeiro livro da série que dedicou à Cultura, uma utopia de esquerda bem sucedida. Não podia ser de outro modo. Desde essa altura, fui lendo tudo o que apanhei dele.

Morreu de cancro em público, uma coisa rara, anunciando a sua doença terminal com sinceridade e até humor. Dizia que eram os seus livros “sérios” que lhe davam o à-vontade financeiro para escrever ficção científica e não o oposto.

Anúncios

Filed under: Crítica

One Response

  1. […] por homenagem a Banks que morreu recentemente. Na altura não pude senão deixar-lhe um breve post. Entretanto lembrei-me de há uns tempos ter comprado uma primeira edição de uma das minhas […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Arquivos

Arquivos

Categorias

%d bloggers like this: