The Ressabiator

Ícone

Se não podes pô-los a pensar uma vez, podes pô-los a pensar duas vezes

Utopia de Mercado

É conveniente fazer um ponto da situação, nesta altura da crise, para sublinhar que se o país está falido, não tem dinheiro, a solução que está a ser aplicada por quem nos governa e defendida pelos seus ideólogos, assenta por substituir ou fundar o mais possível a sociedade pelo mercado.

O que  significa, só por si, que boa parte da população fica de imediato excluída. Não tem meios para fazer parte desse mercado excepto como mercadoria: mão de obra abaixo do limiar de subsistência ou objecto de caridade.

O mais grave disto tudo é que se assiste à destruição deliberada de formas de sociabilização complexa que não dependem do mercado. Falo do ensino público, de bibliotecas, da cultura, de colectividades (que têm fechado às dúzias por causa das novas leis das rendas).

O Estado costumava assegurar ou proteger tudo isto, porque se assumia que havia ganhos sociais. Agora prefere assegurar as condições para que o mercado funcione desencorajando violentamente toda a livre associação entre pessoas que não seja mediada pelo mercado e subsidiando sempre que possível esse mercado.

Isola-se propositadamente o indivíduo do Estado e da própria sociedade com a desculpa que isso o responsabiliza, mas o resultado mais evidente é a exclusão para quem falha e a impunidade para quem é bem sucedido. E pelo meio uma competição mesquinha pelas migalhas que vão caindo.

Anúncios

Filed under: Crítica

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Arquivos

Arquivos

Categorias

%d bloggers like this: