The Ressabiator

Ícone

Se não podes pô-los a pensar uma vez, podes pô-los a pensar duas vezes

Luz

Hoje vou começar uma residência na Aldeia da Luz, junto ao Alqueva. Levo o mínimo de expectativas e o mínimo de informação sobre uma história tão carregada: uma população desalojada por uma barragem decide-se por uma nova versão da sua aldeia perdida. Já é uma história antiga por comparação com situações que ainda estão a acontecer como o Tua ou a Bemposta, mas alcançou um carácter quase mítico, pelo tempo que demorou, pelas esperanças, pelas desilusões, pelo que ficou. (“Mítico” no sentido de um ciclo narrativo que explica ritualmente processos complexos e contraditórios).

Durante a próxima semana, não sei o grau de acesso à net que irei ter, portanto as actualizações podem tornar-se raras.

Anúncios

Filed under: Crítica

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Arquivos

Arquivos

Categorias

%d bloggers like this: