The Ressabiator

Ícone

Se não podes pô-los a pensar uma vez, podes pô-los a pensar duas vezes

Uma Discussão com Gente a Viver Lá Dentro

20130826-143218.jpg

De volta à Aldeia da Luz para a segunda semana da residência. Embora tudo esteja igual, parece que passou muito mais tempo enquanto estive fora. Continua a ser difícil não sentir uma obrigação de estranhar tudo, mas tento evitá-lo. Não quero vir aqui como um cangalheiro ou um biógrafo póstumo. Não tenho a pretensão de vir aqui inventariar, compreender, explicar esta gente.

Por outro lado, nunca tinha feito uma residência antes. E também isso sinto a obrigação de estranhar. De estar atento a tudo, de ter cuidado, de perceber o que se espera de mim. Mas também a isso resisto. Não quero fazer de conta que sou outra pessoa, com outros hábitos e outras ideias.

O que tenho tentado fazer é reexaminar os limites éticos do que faço e de como o faço.

Como qualquer crítico (ou escritor) o que faço é falar com e para um público. Proponho uma opinião, um argumento. Do lado de lá, concorda-se, discorda-se. Mais habitualmente ignora-se.

Procuro nunca criticar pessoas mas apenas objectos. Não pessoas mas apenas o que elas dizem e fazem em público.

Aqui, na Aldeia da Luz, tudo isto se torna complicado. Toda ela é design e toda ela é também um complexo de argumentos e contra-argumentos (sobre intervenção, sobre museologia, sobre ambiente, etc.) É uma opinião ou mais exactamente uma discussão com gente a viver lá dentro.

Anúncios

Filed under: Crítica

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Arquivos

Arquivos

Categorias

%d bloggers like this: