The Ressabiator

Ícone

Se não podes pô-los a pensar uma vez, podes pô-los a pensar duas vezes

Uma coisa de cada vez

Ontem lanchei com um amigo que resumiu assim as suas necessidades materiais, aquilo que ele, para além dos afectos, não podia passar sem fazer: ler e correr.

As minhas são menos concisas: escrever e nadar.

Escrever é a minha maneira de pensar as coisas (o que leio, o que ouço, o que vejo) em público – não há nada que escreva “para a gaveta”; é tudo para sair cá para fora.

Nadar é a minha hora diária, três a cinco vezes por semana, onde só faço uma coisa de cada vez: chegar ao fim da piscina e regressar; pensar no ângulo do braço quando apanha a água no começo da braçada; ter um dos óculos abaixo da superfície quando se respira no crawl; ver a risca preta no fundo a deslizar até chegar ao T; respirar.

Anúncios

Filed under: Crítica

2 Responses

  1. luis diz:

    estados perfeitos de solidão absoluta. grande abraço

  2. desenhar, ler, andar de bicicleta. corpo e mente em conflito harmónico.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Arquivos

Arquivos

Categorias

%d bloggers like this: