The Ressabiator

Ícone

Se não podes pô-los a pensar uma vez, podes pô-los a pensar duas vezes

Viver à fome

Sempre me irritei com a relativização do mal. Aquelas pessoas que argumentam que o Estado Novo não chegava bem a ser fascista. Ou que certo massacre de milhares de pessoas não chegava bem a ser um genocídio. E nesta crise ouvem-se absurdos semelhantes diariamente.

Ouvi outro dia alguém a defender que não, que a crise não era assim tão má porque não havia gente a morrer à fome. Não me contive e respondi que havia muita gente a viver à fome. O limiar da fome é como o limiar da pobreza. Uma zona dolorosa porque se tem vergonha de não viver melhor, claro, mas ainda tem que se gramar com bocas a envergonharem-nos por não vivermos suficiente mal.

 

Anúncios

Filed under: Crítica

One Response

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Arquivos

Arquivos

Categorias

%d bloggers like this: