The Ressabiator

Ícone

Se não podes pô-los a pensar uma vez, podes pô-los a pensar duas vezes

Tm – Typografische Monatsblatter

tm_buchler_700_525

Quando era novito e as coisas – livros, bds, filmes –, demoravam mais a chegar, costumava inventar as minhas próprias versões enquanto esperava. Fazia bandas desenhadas toscas a partir de um só quadradinho ou de uma capa reproduzidos em ponto pequeno na revista Tintin ou Selecções BD. Fazia um filme inteiro a partir de um still. A criatividade era uma maneira de preencher o tempo, porque o tempo era de escassez, e o sítio era periférico.

Sei que esse hábito infantil me marcou. Continuo a construir versões a partir de fragmentos de experiências vividas indirectamente. A crítica é, por vezes, uma maneira de o fazer. Não se trata de receber passivamente o que vem de cima ou de fora mas de o reconstruir nos nossos próprios termos. Não me importa tanto perceber a obra, as suas origens ou a sua originalidade, mas perguntar se me é útil, se é possível existir aqui, e porquê. Não me interessa a tradução ou a divulgação, interessa-me a apropriação.

Enfim, tudo isto para dizer que colecciono desde há muito revistas de design, mas a maior influência da monumentânea é uma revista que nunca vi ao vivo – a TM ou Typografische Monatsblatter. O modo como quebravam palavras, distribuindo-as por uma grelha, sempre me pasmou.
tm_04

Nunca a comprei, porque é cara.

Já com a primeira revista, que mais tarde se transformou neste blog sem chegar a ser impressa, tinha sucedido o mesmo: era uma versão do que eu pensava ser a McSweeney’s. Estava enganado, como verifiquei ao folhear a revista, anos mais tarde, mas ainda bem.

Quando se importa qualquer coisa mal, importa perceber que a distorção somos nós mesmos.

Anúncios

Filed under: Crítica

2 Responses

  1. […] falei de uma das influências da monumentânea, a TM. Hoje republico um texto antigo sobre outra, a Eros, que me deu vontade de […]

  2. […] a lista de referências da monumentânea (que inclui a TM, a Eros, mas também os álbuns de banda desenhada da Bertrand dos anos 70), incluo também o […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Arquivos

Arquivos

Categorias

%d bloggers like this: