The Ressabiator

Ícone

Se não podes pô-los a pensar uma vez, podes pô-los a pensar duas vezes

Dar o exemplo

Lembro-me que foi à noite, na Costa Cabral junto ao metro dos Combatentes. Estava num táxi. Não sei para onde ia ou donde vinha. O motorista a dada altura fez sinal de luzes a um colega e disse-me “Com a sua idade não deve saber, mas aquele ali era o [não apanhei o nome” que já foi jogador do Porto e um grande jogador. Deve estar a pensar, porque vai ele ali a conduzir um táxi e deve pensar que gastou o dinheiro que ganhou. Mas ele era do tempo em que ainda não se ganhava dinheiro com o futebol.” Foi daquelas conversas que ficou e se tornou numa das razões pela qual não só não sigo futebol como não gosto de desportos onde se é pago a peso de ouro. Para mim são um símbolo mais do que evidente de uma sociedade que não só é desigual como consome desigualdade. Acho tão mau ver touradas como ver desportos onde o jogador mais mal pago ganha mais do que alguém a ganhar o salário mínimo em dez anos (se tiver sorte). Não digo que o desporto não deva ser pago, apenas que devia dar melhor exemplo.

Anúncios

Filed under: Crítica

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Arquivos

Arquivos

Categorias

%d bloggers like this: