The Ressabiator

Ícone

Se não podes pô-los a pensar uma vez, podes pô-los a pensar duas vezes

Baralhar

Sou contra o design de luxo, vendido a preço de ouro, contra o adjectivo gurmê, que assola tudo, desde a tasca até ao centro comercial, mas (preciso de manter a disciplina para me lembrar disso) dou valor ao excesso (a roupa larga que, aqui e ali, vai substituindo os skinny jeans), ao hedonismo (sair à noite bem arranjado, fazer sacrifícios para beber uns copos bem vestido). Porquê? Porque não gosto da austeridade como moral vitoriana, que gosta que tudo se pareça conservadoramente consigo mesmo: ricos que se pareçam com ricos, pobres que se pareçam com pobres. Sempre foi mais interessante baralhar as expectativas.

Advertisements

Filed under: Crítica

One Response

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Arquivos

Arquivos

Categorias

%d bloggers like this: