The Ressabiator

Ícone

Se não podes pô-los a pensar uma vez, podes pô-los a pensar duas vezes

E, por falar em metodologia:

Se há prova da burocratização do ensino superior é a praga de cadeiras de metodologia em todos os ciclos de estudo. Na sua vertente mais comum são sessões de auto-ajuda dedicadas a ensinar o aluno a preencher a papelada o paper, a organizar a tesezita de acordo com um índice qualquer, estado da arte, casos de estudo, etc. São aulas de protocolo, em suma. Às vezes, nem têm conteúdo e o professor dedica-se a acompanhar o que é feito em outras cadeiras ou projectos de investigação. Curiosamente, quanto mais cadeiras de metodologia existem menos efeitos se notam nos alunos. Não sabem como assinalar uma citação, como organizar uma bibliografia, um índice. Ou pelo menos é o que parece. A realidade é muito mais estúpida do que isso. Já não é a primeira nem a segunda vez que sugiro alguma coisa a um orientando e ele me diz que o “Professor de Metodologia” sugeriu de outro modo. A isso pergunto-me a mim mesmo porque perco eu tempo a orientar teses, quando há dúzias de cadeiras de metodologia que o poderiam fazer muito melhor do que eu. Ainda sou um orientador bastante liberal que não impõe uma norma mas dá várias opções de acordo com o contexto. Imagino que alguém mais “rigoroso” concluiria que os alunos usam as normas erradas, não percebem nada de metodologia, e toca a criar ainda mais outra cadeira de metodologia. Ou seja, parece-me que a partir de certo nível as dificuldades metodológicas se prendem mais com o excesso de metodologias do que com a sua ausência. E (se calhar) por estas metodologias estarem completamente desligadas dos contextos onde poderiam ser aplicadas. A coisa resolvia-se muito facilmente se cada disciplina ou orientador desse a metodologia que considera correcta. Isso, como é óbvio, é cada vez mais impossível com a estrutura semestral bolonhesa demasiado curta e recheada de alunos para dar tempo para isso em cada cadeira. E resolve-se o assunto fragmentando ainda mais. Olé.

Anúncios

Filed under: Crítica

One Response

  1. Method vs Methodology – Method refers to techniques of data collection, while Methodology refers to frameworks of conducting… Talvez seja esta a diferença.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Arquivos

Arquivos

Categorias

%d bloggers like this: