The Ressabiator

Ícone

Se não podes pô-los a pensar uma vez, podes pô-los a pensar duas vezes

Delírios de Pequeneza

Há uma maneira simples, imediata (e errada) de dar sentido à crise económica em Portugal. Não é difícil descrevê-la: gastámos mais do que tínhamos; agora temos que poupar, quer queiramos quer não. Como país e como povo estamos condenados a isto. Salva-nos a Europa que nos obriga a ir contra a nossa natureza forçando-nos à austeridade. Salva-nos de nós mesmos, do nosso destino.

É uma espécie de excepcionalismo derrotista, o oposto de certo excepcionalismo triunfalista como o dos americanos: se eles são os melhores do mundo a serem os melhores, nós excedemos a ser os piores.

Há outras maneiras de perceber a crise económica: como o resultado de uma falha estrutural no funcionamento da União Europeia, exposta por uma outra falha no funcionamento dos mercados internacionais.

Infelizmente, nesta última explicação (que subscrevo) não interessa para nada a “mentalidade” colectiva portuguesa. Nem sequer a “mentalidade” dos países do sul da Europa. Não nos deixa sequer a satisfação de sermos especialmente maus. Como país, somos apenas uma peça com uma capacidade mínima de autonomia dentro de um mecanismo maior.

Pela parte do Governo, percebe-se isso e toma-se a decisão estratégica de alinhar por quem tem o poder dentro da Europa, porque isso beneficia quem detém o poder económico aqui em Portugal, mesmo que degrade a vida de quase todos os outros. Pelo sim pelo não, vai-se alimentando o excepcionalismo derrotista invocando o despesismo, abanando o espantalho cada vez mais coçado do Sócrates, mas sem grande convicção – o que interessa realmente é demonstrar que a Europa não nos deixa alternativas.

Pela parte da oposição, ainda passa por coragem ou radicalismo afirmar a posição óbvia que Portugal nem sequer tem importância a não ter importância nenhuma, que tudo depende da Europa e que as lutas por uma alternativa se passam aí. Entre aceitar ou não o que dá jeito à Alemanha e a meia dúzia de pessoas por aqui.

 

 

 

Anúncios

Filed under: Crítica

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Arquivos

Arquivos

Categorias

%d bloggers like this: