The Ressabiator

Ícone

Se não podes pô-los a pensar uma vez, podes pô-los a pensar duas vezes

Paizinhos e Tios

Abano sempre a cabeça quando vejo alguém, mesmo que apenas um social-democrata anónimo, a dizer “A honestidade de Passos Coelho era a única coisa que tínhamos para oferecer ao país.” Isto a propósito de alguém que renegou o seu próprio programa mal foi eleito. Se não estava preparado para o que ia encontrar, que se demitisse. Ia a votos outra vez com um novo programa. Isso seria honestidade.

A honestidade oferecida ao país era apenas postura, estilo sem substância. Os líderes portugueses dividem-se sempre em duas categorias, mutuamente exclusivas: os “paizinhos” e os “tios”. Os paizinhos são sérios, empertigados, forretas e quando lhes dá para a excentricidade é sempre por excessos de omissão, de falta de memória, imobilidade perante urgências, etc. Temos Salazar, Cavaco, Sampaio. Os tios são bem dispostos e bonacheirões, têm fama de mãos largas e quando se excedem é por excesso. Sócrates, Mário Soares, Marcelo. Por defeito (e não uso esta expressão por acaso), os portugueses tendem a recompensar os paizinhos, que é como quem diz a aparência de autoridade.

Ora Passos só se parece com um paizinho. Foi treinadinho desde o berço para isso. A sua personalidade foi esprimida como aquelas pêras que crescem dentro de moldes para ficarem parecidas com budas ou gatinhos. Passando o dedo pelas bordas percebe-se o contorno do molde como num Estrumfe de PVC.

Advertisements

Filed under: Crítica

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Arquivos

Arquivos

Categorias

%d bloggers like this: