The Ressabiator

Ícone

Se não podes pô-los a pensar uma vez, podes pô-los a pensar duas vezes

Uma nota rápida, ainda sobre o FCT e a investigação nas artes

Não me preocupa tanto a investigação nas artes como o ensino e as artes que não podem ou não querem ser vistos como investigação. Se ser um investigador (em que área seja) é nesta altura uma aflição, não querer ser investigador é uma aflição ainda maior.

Dito de outro modo: já assisti a muitos colegas que deixaram pura e simplesmente de dar aulas porque não se reviam no modelo da investigação científica. Nem falo só de gente que se reformou antecipadamente mas de gente mais nova. Não viam sentido em escrever papers e fazer doutoramentos. Outros fazem isso tudo, mas como um frete, como quem preenche os impostos.

Não há pensamento nenhum dedicado aos que saíram. Assume-se que por quererem sair deste sistema não representam sistema nenhum ou até que não querem trabalhar, ser rigorosos, etc. Porém, muitos representam um sistema de ensino que não era pior, tinha problemas mas também qualidades que o actual não tem de todo: a ideia da arte como uma crítica ou alternativa ao rigor da ciência e da técnica, por exemplo.

Advertisements

Filed under: Crítica

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Arquivos

Arquivos

Categorias

%d bloggers like this: