The Ressabiator

Ícone

Se não podes pô-los a pensar uma vez, podes pô-los a pensar duas vezes

Revolução, Gentrificação, Whatevs

Deixo-me enganar pelo pacote e fico a pensar que toda esta algazarra sobre o SAAL é essencialmente política quando se encaixa perfeitamente dentro do esquema como as artes têm lidado com a crise por estas bandas. Lá por fora pensa-se, Portugal é um dos países no epicentro da crise, logo as artes lá do sítio devem ser políticas. Por cá percebe-se isso. É uma questão de oferta/procura. E assim faz-se um esforço por tentar vender a mesma coisa do costume, as Joana Vasconcelos da praxe, mas deixando-as marinar desde a véspera numa vinha d’alhos política. Na arquitectura é o mesmo, agarra-se nos Pritzkers, nos Starchitects, e vai-se buscar aquela parte da vida deles quando ainda não tinham juízo. Não admira portanto que quase tudo o que vou vendo e ouvindo sobre o assunto soe a memória descritiva de condomínio, porque o SAAL neste momento e para a maioria das pessoas será como viver dentro de uma T-Shirt do Che Guevara.

Anúncios

Filed under: Crítica

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Arquivos

Arquivos

Categorias

%d bloggers like this: