The Ressabiator

Ícone

Se não podes pô-los a pensar uma vez, podes pô-los a pensar duas vezes

Apolítico mas panfletário

Deve ser só impressão minha, mas quase desapareceu das recensões críticas o “político mas não panfletário”, uma expressão estúpida que servia para legitimar uma arte nem sim nem sopas. Política porque isso está na moda, ineficaz politicamente porque é isso que se espera da arte neste momento, um celebração nostálgica e lamentosa de estratégias, formatos e ideias sempre com o cuidado de os tornar inertes, de os apanhar pelo lado de fora – é a arte da falsa manifestação, do cartaz sindicalista rasurado das suas palavras para “demonstrar que as velhas políticas já não falam”.

Seria mais útil portanto inventar-se uma nova categoria, mais adequada aos tempos que correm: o “apolítico mas panfletário” para designar arte que celebra o desmantelamento da política no acto de o denunciar. Ou o design inovador, incubado , empreendedor e trolaró, completamente lavado de toda a sua ligação à política e tornado na arte light da nova religião empresarial, de gurus e de gestão ensinada e aprendida como se fosse um evangelho. Ou ainda a doutrinação desta religião descafeínada nas escolas. Tudo isto é despolitização agressiva, panfletária.

Filed under: Crítica

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Arquivos

Comentários Recentes

Mário Moura em Occidente, 1889
Augusto José em Occidente, 1889
Francisco Choupina em No Terraço
Marco em Onde
Candeias em Boletins

Arquivos

Categorias

%d bloggers like this: