The Ressabiator

Ícone

Se não podes pô-los a pensar uma vez, podes pô-los a pensar duas vezes

Design Rural

11390200_10203120689537684_4751288421088130921_n

Mandaram-me esta notícia para comentar. O caso é simples de explicar: a maioria socialista de Miranda do Corvo comprou por 3500 euros um novo logotipo para a Câmara a uma empresa que pertence a um presidente de junta também do PS. O logo é igual a um que está à venda na internet por 27 euros.

A oposição do PSD ameaça apresentar queixa no ministério público – não pela falta de qualidade evidente do logo mas por se ter contratado os serviços de um autarca, com assento na assembleia municipal, conflito de interesses. O presidente da Câmara diz que não foi ilegal. Fez-se concurso a três firmas, ganhou a que ofereceu condições mais vantajosas, etc.

Vale a pena dividir o caso em partes: o conflito de interesses e o logotipo que se parece com um que está à venda na internet.

Quanto ao conflito de interesses, não sou advogado mas, no que me diz respeito, basta alguém dizer “não é ilegal” para eu suspeitar que esse alguém andou a fazer a ética o que os guerrilheiros do Isis andam a fazer pelo Médio Oriente. Sou daquelas pessoas que acha que a ética é mais importante que a lei. É graças ao contacto continuado com pessoas que alternam a criação de leis com acções pelas quais se desculpam dizendo que não fizeram de ilegal que percebo que nunca hei de ser político profissional.

Para além disso, os concursos a três firmas vencidos por um amigo/colega do cliente são uma marosca de tal modo recorrente dentro do folclore do “não é ilegal” que se devia fazer um festival nacional dedicado ao assunto, com pau de sebo, prova de vinhos e venda de artesanato.

Quanto aos dois logotipos, a parecença não quer dizer nada, nem prova nada. Se as grandes cabeças pensam de modo semelhante, as mais pequenitas então chegam às mesmas soluções em segundos. Às vezes até com o clique de um rato. Porém, quem roubou quem, copiou quem, ou comprou clipart a quem? Há uns anos houve uma escandaleira internacional relacionada com firmas que copiavam logotipos de empresas para os venderem online como cliparte por um preço ridículo. Só posso dizer que se a Câmara Municipal tivesse comprado o seu logo por 27 euros, devia ter pedido troco.

Filed under: Crítica

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Arquivos

Comentários Recentes

Mário Moura em Occidente, 1889
Augusto José em Occidente, 1889
Francisco Choupina em No Terraço
Marco em Onde
Candeias em Boletins

Arquivos

Categorias

%d bloggers like this: