The Ressabiator

Ícone

Se não podes pô-los a pensar uma vez, podes pô-los a pensar duas vezes

A propósito do uso industrializado de mentiras óbvias por este Governo

Há um conto chamado “O Alfaiate Novo do Rei” onde um charlatão se faz contratar por um monarca vaidoso para lhe conceber um novo fato. O costureiro consegue convencer a corte inteira que estã a usar um tecido tão fino, tão delicado que é invísivel aos olhos menos sensíveis, menos habituados ao luxo. A corte inteira e o próprio Rei, não querendo dar parte de fracos, convenceram-se que conseguiam ver o tecido inexistente. Só quando o Rei desfila perante o povo é que começam os risos e os gritos de “O Rei vai nu.”

Parábola encantadora sobre a vaidade que, infelizmente, não leva em conta algumas questões básicas sobre a natureza  do Poder. A saber: o Rei pode ir como lhe apetecer; afinal, é o Rei. Quem disser o contrário, apanha no pêlo. Aliás, até pode funcionar como um teste de fé no soberano: exigir dos subtis que acreditem em meia dúzia de coisas impossíveis ou simplesmente estúpidas. Veja-se com os candidatos republicanos precisam de demonstrar que não acreditam no aquecimento global, na evolução, etc.

Por cá, temos gente como Bruno Maçães, que parece acreditar que a relação entre argumentos e factos assenta simplesmente na força de vontade. É uma ostentação pura e simples de poder.

Advertisements

Filed under: Crítica

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Arquivos

Arquivos

Categorias

%d bloggers like this: