The Ressabiator

Ícone

Se não podes pô-los a pensar uma vez, podes pô-los a pensar duas vezes

Trufas

Acontece ver filmes porque determinado crítico os recomenda. Richard Brody, da New Yorker, é talvez o crítico que mais me põe à procura de um filme. Pelo contrário, também me acontece, embora seja raro, procurar um livro ou um filme mal avaliado por um crítico particularmente inepto. A única vez que fui ao cinema desde que a minha filha nasceu – tenho saudades disso, de ir ao cinema – foi o Black Panther e por causa de críticas bastante indigentes. Hoje, por exemplo, comprei um livro em parte porque um dos piores críticos que já li escreveu mal sobre ele. É um livro curto – e já compensou a leitura.

Como é evidente, pode dar-se o caso de um mau crítico dar notas positivas a objectos interessantes e negativas a coisas que não interessam, mas fá-lo-á sempre com os piores e mais mal amanhados argumentos possíveis. Apanhar com um mentecapto a defender uma coisa que gostamos recorrendo a alarvidades é capaz de ser pior do que gramar um idiota a fazer uma crítica mal feita de algo que detestamos. Há ainda aquele mau crítico raro que é como uma espécie de porco que foge das trufas. Basta só escavar na direcção de onde ele se tenta escapar e não é raro encontrar preciosidades.

Filed under: Crítica

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Arquivos

Arquivos

Categorias

%d bloggers like this: