The Ressabiator

Ícone

Se não podes pô-los a pensar uma vez, podes pô-los a pensar duas vezes

Ensaio um pouco à solta

Quando se cria é muito raro poder voltar-se ao mesmo lugar. Um escritor, por exemplo, pode citar à vontade quem quiser mas tem de cumprir um pudor de voltar à mesma frase, à mesma ideia, polindo-a, aparando-a. Até pode rever um texto, acrescentar e tirar, mas usar em outro texto a mesma frase, o mesmo parágrafo, isso já se sente como uma espécie de auto-plágio. João Pedro George, por exemplo, tornou-se um especialista em apanhar essas reciclagens. Um escritor deve exprimir-se sempre de novas maneiras. E por vezes tem a angústia terrível de ter desperdiçado uma boa ideia, de nunca mais a poder voltar a usar. Ora, uma das qualidades que aprecio mais no argumentista de BD Warren Ellis é a total falta de vergonha quando se trata de reciclar ideias, frases, situações. Não há nada que tenha usado que não se disponha a usar de novo. E é fantástico.

Tem histórias que se percebe perfeitamente serem versões de outras suas histórias. A temporada que passou nos Secret Avengers era praticamente um remake de Planetary com outros personagens. Planetary aproveitou partes da sua temporada em Hellblazer. As séries irmãs Planetary e Authority faziam uma câmara de ressonância entre elas, capturando e ampliando ideias entre elas. O que sobrava era aproveitado em séries que escrevia para editoras menores como a Avatar.

Nos últimos anos, tem-se dedicado a The Wildstorm, um remake do seu melhor período, quando escrevia Stormwatch, The Authority e, claro, sempre, o brilhante brilhante Planetary. Se não me tivesse lembrado de escrever sobre a sua reciclagem, não teria dado conta que Planetary fez vinte anos em Abril. Vinte anos. Planetary andava à roda de um personagem centenário, Elijah Snow. Agora faz um quinto da idade do Elijah Snow.

Já escrevi umas tantas vezes sobre essa série. Mesmo assim, ainda há sempre qualquer coisa que se possa dizer. Era a aplicação perfeita para os talentos de reciclagem de Ellis, uma história que criava uma continuidade entre os velhos heróis dos Pulp, os Doc Savages, os The Shadow, os Lone Rangers e os velhos e novos Super-Heróis.

Cheguei a The Planetary numa altura crucial da minha vida que, por mera coincidência, acertou com a mudança de milénio, com o período que levou ao 11 de Setembro. Entrava eu nos meus primeiros empregos a sério depois do curso, comprava a casa, entrava de vez na idade adulta. Tinha apanhado Stormwatch já no fim, na última série. Na altura, ainda falavam quase dez anos para a maturidade do filme de super-heróis como género. Stormwatch e sobretudo o seu spin-off The Authority foram etapas importantes para lá chegar. Esta última era desenhada por Brian Hitch, que mais tarde desenharia a versão dos Avengers de Mark Millar, The Ultimates, que já tinham todas as características do filme de super-heróis actual. Eram o grupo de super-heróis como cruzamento entre celebridade e intervenção militar desproporcionada. Já nada disto era o super-herói como fantasia sobre um inocente que ganha por acidente uma força mágica. Era o super-humano como resultado de parcerias público-privadas de grande escala. Quando se quiser perceber a cultura destes primeiros anos do século XXI, as suas ansiedades, os seus medos, não há melhor do que o filme de super-heróis, que desempenha um papel semelhante ao dos Ovnis durante o Red Scare.

O filme de super-heróis, com as suas centenas de personagens, é um género total que ambiciona tornar-se coincidente com a própria cultura de celebridade. O ideal seria que cada actor de Hollywood e não só encontrasse o seu papel como super-herói, tornando-se num híbrido entre uma força de intervenção e um corpo e uma vida perfeitos, uma vida instagramável.

Anúncios

Filed under: Crítica

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Arquivos

Arquivos

Categorias

%d bloggers like this: