The Ressabiator

Ícone

Se não podes pô-los a pensar uma vez, podes pô-los a pensar duas vezes

Atenção ao pormenor

Supostamente, uma das características mais marcantes da arquitectura de Siza ou de Souto Moura seria a atenção ao pormenor, bem visível nas estações de metro do Porto, onde o padrão dos azulejos alinha pelas portas, pelas esquinas, pelas aberturas dos armários de manutenção (conforme se pode ver bem na foto acima). Tanto quanto é possível perceber, não há azulejos cortados ao meio em toda a rede de metro do Porto.

Leia o resto deste artigo »

Anúncios

Filed under: Arquitectura, Crítica, Cultura, Design, Tipografia

As Cidades Ainda Mais Invisíveis

Entre os livros de ficção que não têm imediatamente a ver com design mas onde ele desempenha um lugar central na narrativa encontra-se The City & The City, do escritor inglês China Mièville, sobre duas cidades-estado ficcionais do leste da Europa, vizinhas mas rivais, com línguas, politicas e culturas distintas se não mesmo antagónicas.

Leia o resto deste artigo »

Filed under: Arquitectura, Crítica, Cultura, Design, Design Especulativo, Não é bem design, mas..., ,

O Sistema Métrico

andante002.jpg

Eram quase dez da manhã quando entrei na estação de Metro dos Combatentes, no Porto. Desci as escadas rolantes e reparei que as duas máquinas de validar os bilhetes tinham as luzes vermelhas. Fui às máquinas da outra entrada – a mesma coisa. A estação devia estar fora de serviço. Olhei à volta para ver se algo ou alguém me podiam dizer o que se passava – nada. Decidi ir a pé até ao Marquês. Estava quase atrasado para uma reunião e se a estação do Marquês também estivesse fora de serviço pelo menos podia apanhar um táxi.

Leia o resto deste artigo »

Filed under: Arquitectura, Crítica, Cultura, Design, , , , ,

Design & Periferia

koolhaas.jpg

O design é apontado muitas vezes como uma solução para a condição periférica e atrasada de Portugal, mas é possível demonstrar que ele contribui para a representação e manutenção desse estado. É isso que argumento num artigo publicado no segundo número da revista Ar Líquido, que vai ser lançada dia 22 de Junho, na Universidade Lusíada, aplicando algumas ideias da teoria pós-colonial de Edward Said e de Arjun Appadurai à arquitectura da Escola do Porto, à Casa da Música de Rem Koolhaas e ao design gráfico português. Este artigo forma um conjunto com o texto Linguagem & Design publicado neste blogue, tratando mais ou menos do mesmo tema, embora com um enquadramento crítico diferente. Mais uma vez aproveito para agradecer ao Pedro Cortesão Monteiro pelo convite para participar na Ar Líquido.

Filed under: Arquitectura, Crítica, Design, Notícias Breves, , , ,

Mário Moura

Mário Moura, blogger, conferencista, crítico.

Autor do livro O Design que o Design Não Vê (Orfeu Negro, 2018). Parte dos seus textos foram recolhidos no livro Design em Tempos de Crise (Braço de Ferro, 2009). A sua tese de doutoramento trata da autoria no design.

Dá aulas na FBAUP (História e Crítica do Design Tipografia, Edição) e pertence ao Centro de Investigação i2ads.

História Universal do: Estágio

O "Estágio"
O Negócio Perfeito
Maus Empregos
Trabalho a Sério
Design & Desilusão
"Fatalismo ou quê?"
Liberal, irreal, social
Conformismo
Juventude em Marcha
A Eterna Juventude
Indústrias Familiares
Papá, De Onde Vêm os Designers?
Geração Espontânea
O Parlamento das Cantigas
Soluções...

História Universal dos: Zombies

Zombies Capitalistas do Espaço Sideral
Vampiros, Zombies, Classe Média

Comentários

Comentários fora de tópico, violentos, incompreensíveis ou insultuosos serão sumariamente apagados.

Arquivos

Categorias